A revista Ponto é a nova revista de arte, aberta ao público, da Escola Secundária José Saramago.


   A revista surgiu com o intuito de trazer arte e divulgação artística ao meio escolar e não só, de forma a valorizar a criatividade e as capacidades artísticas dos jovens.


   Contamos com a colaboração de alunos, professores, assistentes operacionais, assistentes técnicos e antigos alunos da escola para publicar e divulgar os seus trabalhos.

Ponto

A arte é um ponto


Um ponto daqueles que indica


«assine aqui»


o começo e o fim do Ser

 

que procura saber quem é

 

A arte é um ponto cardeal

 

um qualquer


o meu norte será o teu sul

 

mas a arte traz sentido


aos sentidos que nos guiam


A arte é um ponto de interrogação

 

a dúvida e a incerteza de saber

 

que não sei o que fazer


as questões e os sarcasmos

 

o pedir satisfações


certezas e confirmações

a ponto de usar a arte


para perguntar «a que ponto cheguei»


A arte é um ponto de exclamação

 

a revolta a tomar parte


ofendida e indignada


pelo ponto em que as coisas estão

 

A arte é um ponto de aumentação


que na música soma a uma figura a sua metade

 

e lutando na razão geométrica de um meio

progride incansável


sem nunca atingir o limite

 

A arte é um ponto de fuga


um cantinho silencioso, embora não mudo


que a perspetiva empurra para o fundo da folha

talvez sem se lembrar


que é lá que todas as coisas vão dar

 

A arte é um ponto cirúrgico


salva-nos das hemorragias internas

 

sossega os maiores traumas

com uma reconfortante sutura

@revista_ponto_esjs

instagram icone.png

A arte são três pontos


que rebolam uns atrás dos outros

 

refletem sobre si mesmos


numa ponderação reticente


A arte é um ponto na tapeçaria das civilizações

 

que de agulha cosem a história do ponto


com loucas ideias ou racionais simetrias

 

dão cor e padrões ao mundo


A arte é aquele ponto

 

debaixo do alçapão do palco

 

a voz surda e tão nítida

 

soprando a próxima deixa


o próximo passo


A arte é o ponto de chegada das pulsões e transpirações

 

o ponto de partida das revoluções


A arte é o ponto de fusão das inspirações em estado bruto

 

o ponto de saturação das vãs e monótonas existências


A arte é a objetividade dos sujeitos

 

cuja única certeza é a dor


A arte é a pontuação da História

 

imprime-lhe ritmo e sentido

 

emoção e unicidade


A arte é a fraqueza dos mais fortes

 

A arte é pôr os pontos nos ii


e é não só exclusiva


mas inevitável ao Homem

porque não há ii

sem pontos

nem pontos sem ii


A arte é o ponto de interseção

 

do viver e do sonhar


é o ponto mais alto


a que o Ser pode chegar

 

A arte é um ponto


Ponto

Afonso Cardoso

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now